sábado, 23 de julho de 2011

ENCONTROS POESIA - DUETO

ENCONTROS POESIA – DUETO

A designação do livro de poesia que Ma Socorro, acaba de dirigir e publicar é. ENCONTRO POEDIA – DUETO. De facto a selecção partiu dos seus poemas, em dueto com vários autores.
O livro, de magnífica apresentação, formato 20,5 X 11 cm, de 84 páginas, contém um belo acervo de diversificada poesia, que me parece bem escolhida, por aquela poetisa nordestina da Cidade Marcolândia, departamento do Piauí, Brasil.
                                             
O livro

Evidentemente há sempre poemas, que por isto ou aquilo, me atraem mais. Porém, porque tenho o grato prazer de interagir, em poesia, com Ma Socorro. Considera-a excelente no que se propõe. O livro dá conta disso mesmo.
                                           
Á autora

Devo dizer, que foram escolhidos três poemas da minha autoria, dois publicados em dueto com a autora, um porque lhe é dedicado, está solto.
Os poemas, foram editados no blog - ENOCNTROS LUSO – BRASILEIROS DE POESIA, que por sua vez está para ser publicado, em livro na Papiro Editora, e editados em singelo no meu blog “mitalaia”, do grupo Sol.
São eles: PLATONISMO, O GÉNIO NÃO MORRE e MARIA SOCORRO.
Porque me encantei com a cultura nordestina, onde por exemplo, por amor se diz amore, publico aqui um bonito poema de Ma Socorro, em que usa, a expressão local:

CONFLITO

Amore. Ténue luz, conflito terrível
A plúmbea alma sabe o dilema
Emoção meio a tempestade. Incrível
Tornado em prisma que ma acalma

Solidão. Persiste o martírio na alma
Promessas que não se cumpriram
A alma chora vazia em si mesma,
Amore, ao te ver os olhos sorriam

Sacia-ma! Conflito com saudade
Paixão arrebata-me nesse temporal,
A noite o frio invade

Amore. Doce esperança. Memorial
Espúrio e travesso na tempestade
Almas intactas anseiam amor final

Ma Socorro

Capa e Contracapa: Ismael Rodrigues
A edição e impressão do Ponto da Cultura Editora Lda – Maricá – RJ

Daniel Costa

terça-feira, 5 de julho de 2011

ENCONTROS

                                 

                                 

ENCONTROS

Há por hábito, entre bloguistas, dizer-se amigo virtual. Na prática, nunca terei partilhado da opinião; "amigo virtual", mas amigo. O tempo, o grande mestre, tem vindo a dar-me razão. É que tenho tido já vários encontros pessoais, com quem já trocara comentáríos. O facto é que a ideia que fazia do interlocutor, era de amizade e a mesma manteve-se inlterável.
Fui habituado a lidar com muita corrrespondêcia, aprendi um pouco das respectivas personalidades, pelo e como escreviam, o que foi sempre vantajoso.
Calhou ontem, 04/07/97,  ter um aprazado encontro com Alfredo Ramos Anciães (Fred) que durou cerca de (só) 2H30. A ideia que fazia daquele amigo também ficou inalterada, tal como pensava, estive com um amigo.
Fica aqui um agradecimento ao Fred, até pela boa compreensão demonstrada.

Nota: as duas fotos acima registam o encontro

Daniel Costa