quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Anedota da Freira

DIA DO BANHO!


Acabou o Carnaval, entramos na Quaresma. Lembro-me que para comer carne, tinham de se comprar as bulas, ao Páraco, mesmo assim esta fica interdita às sextas-feiras.
Valham-me todos os deuses se peco, mas recebi esta anedota por Mail, e se blasfemo, que seja a sorrir.
Era sábado, dia do banho do padre João
Neste sabado, tinha calhado à jovem irmã Madalena, preparar a água e as toalhas, exactamente como o velho padre gostava.

Para o facto tinha sido previamente instruida pela madre superiora, que lhe pediu também: para nunca olhar para o corpo nu do padre e fazer apenas o que ele lhe pedisse.

E que rezasse muito enquanto ele tomava o seu banho.

Na manhã seguinte, a madre superiora perguntou à irmã Madalena se o banho havia decorrido bem. - Ah! Madre - disse irmã Madalena - eu fui salva!- Salva? Como assim? - Perguntou a madre superiora. - Bom, quando o padre João estava todo ensaboado, ele pediu-me para enxaguá-lo.

Equanto eu estava tirando o sabão, ele guiou minha mão para o meio das suas pernas, e disse-me que era ali que Deus guarda as chaves do paraíso.

Depois, disse-me que se aquela chave coubesse na minha fechadura, os portões do paraíso se abririam para mim e eu teria a salvação e a paz eterna.

Logo a seguir o senhor padre João colocou a chave do paraíso na minha fechadura.

Primeiro foi uma dor horrível, mas o padre disse que o caminho da salvação é mesmo doloroso, e que a glória do senhor iria encher o meu coração de êxtase.

Assim, eu fui salva!

- Velhaco!!! - Berrou, furiosa, a madre superiora - Há mais de trinta anos que ele me diz que aquilo é um apito para chamar os anjos...


Postado por Daniel Costa

3 comentários:

Menina do Rio disse...

Só rindo...
Muito boa!

Um beijo pra tu

BOTINHAS disse...

Amigão
Parabéns! Foste o primeiro.
A camisola amarela já ninguém te tira!!!
Vou pensar num prémio para ti.
Vai estando com atenção, que um dia deste ponho-o em exposição.

Bom domingo, e obrigado pela forcinha.

Abraço fraterno
Botinhas

poetaeusou . . . disse...

*
acautela-te pá,
vais para o inferno . . .
srsrsr
,
um abraço
,
*