sábado, 21 de março de 2009

Porto da Bufarda

PROVÉRBIO POPULAR
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
“O LADRÃO OU ESTIMÁ-LO, OU MATÁ-LO
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O provérbio parece de uma grande crueza na linguagem, recordo-o da Bufarda, nos anos cinquenta, onde por vezes apareciam coelheiras ou capoeiras assaltadas.
A propósito, vinha a asserção.
O ratoneiro era sempre local, aventavam-se hipóteses, até de possível ataque de raposa, que aparecesse por ali desgarrada, vinda das Sezaredas, uma grande extensão de pedra e mato, que ficam do lado nascente, onde existia o predador, depois do vale, onde em tempos remotos chegou o mesmo mar, que da lagoa de Óbidos, se estendia até ali.
O provérbio, na sua aparente crueza, tem perfeita actualidade.
Podemos ver hoje o banditismo, impune com as suas cumplicidades e leis brandas, senão abúlicas, que permitem toda a ordem de roubos, crimes de sangue e fraudes.
Até parece que na sociedade de hoje, a senda do crime é o sétimo céu!

Daniel Costa

1 comentário:

Dulce disse...

Pois é, Daniel, e essas coisas revoltm mesmo. Nada é pior para a sociedade ordeira que a impunidade dos desordeiros, do desonestos...

Um abraço
Dulce