quinta-feira, 4 de junho de 2009

Mundo e Vida

INCRIVEL VERDADE

OU ANEDOTA?

Um emigrante de Angola Chega a Portugal - Lisboa
No seu primeiro dia, decide sair a ver os arredores da sua nova cidade.
Andando rua abaixo em Lisboa, pára a primeira pessoa que vê e diz obrigado senhor Português por permitir-me estar em este país onde me deram casa e comida grátis, seguro, médico e educação grátis, obrigado.
a pessoa sorri e reponde: '... Sinto muito mas eu sou lituano! '


o Angolano continua rua abaixo e encontra a outro que caminhava na sua direcção e diz: senhor português, obrigado por este país tão belo que é Portugal.
A Pessoa responde: Sinto muito mas eu não sou português sou Romeno.


O Angolano continua o seu caminho para a seguinte Pessoa que vê na rua cumprimenta-o e diz: obrigado por este país tão belo que é Portugal.
a Pessoa após o cumprimentar diz: muito bem mas eu não sou português sou Marroquino.


O angolano continua o seu caminho e finalmente vê uma senhora bem vestida que vem a seu encontro e pergunta: você é Portuguesa?
A mulher sorri e diz: Sim e não, sou cigana.
Estranho e confuso o angolano pergunta: mas onde estão os portugueses?
A cigana olha-o de cima abaixo e responde:

- espero que a trabalhar para nos sustentar!...

Arranjo e postagem Daniel Costa



3 comentários:

Dulce disse...

Ah, Daniel

Esta sua história de hoje me lembra bem a relação dos paulistanos com São Paulo... rs...
Um abraço

Tentativas Poemáticas disse...

Olá amigo Daniel
Resido naquele que foi o maior bairro clandestino da Europa: Casal de Cambra. Tenho estado sem automóvel e, em consequência disso, mais em directo com as pessoas. É sobretudo nos transportes públicos que noto a ausência de portugueses. Depois, é no supermercado, no Café, na Padaria, nos Correios, na Farmácia e até a varrerem as ruas que se encontram os brasileiros, ucranianos, moldavos, romenos, russos, africanos e até paquistaneses. Há dias foi arrendada a habitação ao lado da minha: por um casalinho de brasileiros. E pergunto-me: Afinal onde estão os portugueses?
Se alguém me souber responder agradeço.
Um grande abraço, amigo.
António

BOTINHAS disse...

Caro Daniel
Concordo inteiramente contigo: as mulheres são muito atraentes - de carro, de moto, de navio, até a pé... São sempre lindas!

Que me porte bem, dizes tu???
Que remédio! Estou tão longe de casa, e tão atafulhado em trabalho, para regressar o mais depressa possível, que nem tempo tenho para me portar mal :)))

Abraço fraterno
Botinhas

PS - LOGO QUE POSSA VENHO LER-TE E COMENTAR.