sábado, 7 de novembro de 2009

mundo e vida

UMA DAS POUCAS PEÇAS QUE ESCREVI COM A PALAVRA FILME, DEDICO-A COM AMIZADE À GRANDE MULHER RENATA, POR QUEM TENHO UMA ESTIMA ILIMITADA.


FILMES - LUSOMUNDO E O SENHOR AURÉLIO



"O diabo sabe muito, não por ser diabo mas por ser velho". Por mim, que já fiz trinta anos, julgo que a máxima não deve ser assumida.
Sempre me ocorrem memórias, por vezes chegam com os sonhos, como se estes fossem alfobre. Não é que me veio à memória o senhor Aurélio que os céus guardarão?
Passava-se nos anos sessenta, à tarde diariamente aparecia o emissário da Lusomundo, com o original fotográfico, Encomendava uma fotogravura do mesmo e levando feita uma outra, que deixara na véspera a executar.
As gravuras ficavam sempre desmontadas (sem calços de madeira), prontas seguirem para a galvanoplastia afim de servirem de molde a poder mandar executar repetições em chumbo para servirem em campanhas publicitárias de estreias de filmes em salas de cinema da capital.
Recordo o senhor Aurélio, aparentava figura apagada, parecia mais um criado barato da Lusomundo. Seria apenas para quem pensasse assim, visto descobrir ser bom conversador e dominava todo o aspecto das campanhas insertas nos jornais, para as estreias dos filmes.
A figura acabava por ser simpática no tratamento e porque tudo aparecia planeado, não se dava pela pessoa, só não passaria despercebida a um bom observador que a podia refutar de típica. Era de estatura baixa, nada novo, tratava dos assuntos em poucas palavras, trazia escrito o importante quando o era fazia sempre o seu cumprimento, era mesmo amigável, enquanto misterioso nas suas visitas diárias.
Mais nada era visível.
No fim de cada mês, mediante guias de remessa, a factura era enviada á empresa distribuidora de filmes e a mesma fazia normalmente o pagamento durante os trinta dias seguintes estipulados.
Em regra funcionava a via postal, para assuntos envolvendo facturação e pagamentos.
Só gora a distribuidora Lusomundo, que entretanto, se alargara à Cabo, mercê de alterações diversas, como a entrada noutra rede e a inclusão de novos quadros, muda de designação e a 01 de Novembro de 2007, passa a ser TVCine - Canais de Cinema.
Esta notícia lida recentemente trouxe-me à memória o inefável senhor Aurélio e a sua visita diária.
Diria, um homem mistério de agradável recordação!


(Escrito e publicado em 18/10/2007)


Daniel Costa

6 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia, amigo!
Que postagem mais Linda!
Depois de passado o tempo, recordar-se de alguém que nos fica na memória sedimentado como um fragmento, é um resgate, uma transformação, uma reformulação, um alerta para o novo!
Se a mulher sou eu ou não, agradecida estou!
Beijos e abraços,
Bom Sábado!
Renata
PS: Há gente em casa, até já

xistosa - (josé torres) disse...

Recordar é viver e quando assim é talvez se dê uma volta pelos caminhos de outrora.
Não é importante, mas na foto pareciam-me de alhos porros, mas já vi que não são.

Um abraço

Mariazita disse...

Querido amigo Daniel
Já tinha estranhado a tua ausência. Ainda pensei na hipótese de estares doente, mas depois vi comentários teus nalguns blogues, e aí fiquei descansada quanto à tua saúde. Melhor assim.

Este teu texto é muito bom.
Há quem diga que recordar não é bom porque é viver no passado. Não concordo. Acho que é muito bom poder recordar. Pobres é dos que não têm nada para recordar: viveram em vão!

Espero que agora não voltes a perder os meus endereços. Os meus blogues (no plural!!!) aguardam a tua sempre querida visita.

Um resto de boa semana.

Beijinhos
Mariazita

Higor disse...

Adore seu blog!Passa lá no meu...

Mariazita disse...

Daniel, meu caro amigo, tenho que pedir-te desculpas:
Não tinha reparado no teu comentário à Anita anterior... por isso disse que tinha estranhado a tua ausência...
Dabes que depois que regressei, após 3 meses de ausência, parece que ainda não tenho os pés bem assentes na terra;)))
Deve ser o caruncho a atacar em grande força :))))))))))))
Estou desculpada, não é verdade?
E amigos como dantes, sobretudo "for ever" !

Um beijinho carinhoso
Mariazita

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel
,
és uma enciclopédia,
sempre actualizada,
,
abraço,
,
*