sábado, 9 de janeiro de 2010

Mundo e Vida


SESSÃO DE FADOS

NO CENTRO COMERCIAL NEVADA

 

O Centro Comercial Nevada, em de Benfica, Lisboa, quase em frente da bicentenária igreja matriz e ponto de referência da freguesia, não sendo de grande dimensão, mas bem localizado, conta várias iniciativas ao longo do ano, que vão atraindo visitantes.
Foi assim, que uns dias antes do Natal, a Relações Públicas do centro, Ana Paula Fernandes, organizou e dirigiu superiormente, no átrio do piso inferior, uma interessante sessão de Fado amador.
Como cultor da canção tipicamente lisboeta, que é o fado, estive presente.




 



A veia jornalística veio ao cimo e logo tratei de tomar algumas notas, como não era portador de máquina fotográfica, nesse aspecto, solicitei ajuda à Relações Públicas, que amavelmente, se prontificou a enviar-me fotos.
Sendo a freguesia de Benfica uma das mais populosas do país, creio que estas iniciativas, ainda que dimensões locais, de âmbito cultural devem ser relevadas.
Abrilhantaram a sessão, a fadista Vanessa Fernandes, de excelente voz, que fez ecoar no espaço do átrio, embora este não disponha de condições acústicas, para eventos desta natureza.
À guitarra, José Manuel de Castro, que dedilhando, cantou e encantou, a seu lado à viola Vital da Assunção, que se expressou também cantando, embora numa voz mais arrastada.
Depois do intervalo actuou o acordeonista, Joaquim Rodrigues, uma presença interessante que não destoou.
Foi em suma um interessante fim de tarde fadista a fazer lembrar, segundo rezam os anais, os retiros de Benfica de outras eras.

Daniel Costa
Fotos: Ana Paula Fernandes

5 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
Benfica, Pontinha, Carnide,
do Fado fora de Portas . . .
,
para se cantar o Fado
não é preciso talento
basta apenas que os amigos
o ouçam . . . com sentimento,
,
um abraço,
,
*

Val Du disse...

Que maravilha, Daniel.

Beijos.

Luis F disse...

Regressei ao teu mundo para ler e sentir os teus textos... por isso este adorei este "Mundo e Vida", assim como as fotos... parabéns

Deixo uma onda suave...

"Não sou nada
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo".
Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)

Com amizade
Um abraço
Luis Ferreira

xistosa - (josé torres) disse...

O fadinho mora sempre por castigo ...
nos ouvidos dos apreciadores.
Ainda há pouco tempo escrevi sobre a Tereza Tarouca, uma senhora do fado que admiro muito.
Já não me recordo bem, mas parece que do lado contrário ao ZOO, na Est. de Benfica, cantava-se o fado.
Não sei que instalações eram, sei que era puto e gostava ...

Um abração.

Se7e/5 disse...

Os comentários que aí embaixo, foram postados no se7emeio.blogspot.com, por um portuga vigarista e o 2º comentário pela amiga brasuca que, segundo rezam as crónicas, faz sessão de streap no msn para esse portuga. As restantes batem palmas e dão saltinhos de felicidade.

“Há uma tristeza muito grande nos corações dos lusitanos: essa fração tão insignificante e imbecil que insiste em se achar inteligente! Mas só se acha, meu povo! Ele não é! Gostaria, mas falta-lhe cacife, culhões, esperteza e humanidade! Coitado! Dá uma pena!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk”

“7 e meio!
Adoro o seu blog. Você é corajoso, inteligente, escreve bem, tem carisma. Vou te seguir e virei sempre ler as tuas postagens inteligentes e dinâmicas!
O quê? Você acreditou??? uhuauhuauhuauhuauhuauhuauhuauhuauhua Que burro! Tô te tirando pra bobo, sete quintos e não sete e meio. Faltou às aulas de matemática também, além de todas as outras. kkkkkkkrsrsrsrskkkkkrsrsrskkkkkrsrs
Fala sério!”

Assim, se chega a conclusões fodidas, sobre máscaras e capas de verniz que estalam.
Assim, se7e/5 lamenta que o exclusivo de malcriação lhe esteja sendo usurpado sem autorização prévia. Impropério, afinal não é só de exclusiva responsabilidade do se7e/5, o que muito entristece minha pessoa. Sinto muita tristeza em meu coração e estou seriamente pensando em encerrar meu blogue de referência malcriada e grosseira. Quero que saibam que prezo muito a minha humilde ignorância. Se preciso for, farei uma petição pela blogosfera, para que o http://se7emeio.blogspot.com, encerre para sempre. Os meus fodidos agradecimentos à populaça blogosférica e, muito especialmente, a esse Portuga amigo que tanto gosta de foder a luas e sóis por aí. E grato também pela contribuição de verbos, setes e outros poetas. Estou chorando de dor e meu coração está desfeito.

Ajudem este pobre se7e/5! Poderão fazê-lo enviando lencinho de papel para o seu blog.

Muito obrigada!