quinta-feira, 1 de abril de 2010

Mundo e Vida



O PRESENTE TRABALHO FOI-ME SUGERIDO PELA AMIGA SARITA, DO RIO DE JANEIRO, COM OS BLOGUES SAM E DESNUDA, A QUEM O DEDICO AFECTUOSAMENTE.
AVC – UMA PATOLOGIA DE ESTIMAÇÃO - 1


Como anualmente ocorre, recentemente houve um dia consagrado à patologia AVC – Acidente Vascular Cerebral, cujo tem como objectivo contribuir, fazendo veicular notícias tendentes a que se tomem previdências, pessoais, tendentes a minimizar incidências.
Acontece que no dia 26 de Junho de 2000, foi acometido de um AVC mortal.
Embora tenho podido escrever artigo, em 2006, para o JORNAL DA AMADORA, de que vim a tirar extracto, que pode ser encontrado no meu blog MUNDO E VIDA. Foi em 1906 em que estava a reaprender a escrever, o pouco que sabia e julgo saber. Por um lado, desde então, houve uma evolução acentuada do meu próprio estado motor e mental.
Pude investigar bastante relacionado, porque por alguns meses vegetei, com o meu conhecimento, apenas por sonhos. Sonhos na sua maior parte, que já antes alimentava e que consigo recordar.
Como era e continuo com índole de eterno optimista, essa disposição. Esteve sempre em alta.Terá sido isso que me fará o único vivo, acometido de tão grave abanão.
Ao sentir uma dor no peito, às nove horas da manhã, depois de estar a trabalhar desde as seis, quando me preparava para tomar o pequeno-almoço e a arranjar-me. Fui de imediato rodeado da esposa, que se propôs tomar medidas.
A impressão no peito, já tinha feito a aparição mais vezes. Como descansava um pouco deitado no sofá, a dor ia embora e eu retomava o trabalho, encetei o mesmo, procurei convictamente descansar a mente da esposa.

Foto: Internet

Entretanto, fiquei como que a dormir profundamente. Viria apenas a reconhecer a filha apenas um dia antes de deixar, o hospital, ficava em substituição da mãe para esta não ouvir os meus apelos inconscientes, para me trazer de volta, estava muito preocupado com a revista que editava!
Nesse memo dia lembro-me, talvez inconsciente, de ver a esposa ao longe, como gigante, a retirar-se.
No seguinte reconhecia-a perfeitamente, vinha com a ordem de alta, com uma lista de lares para doentes terminais, com condições médicas e de enfermagem, para me assistirem no fim de vida.
Porém a esposa contra tudo e todos os profissionais hospitalares, com o apoio da filha, ousou trazer-me para casa, com todas as consequências, que teria de enfrentar, acreditava no milagre que veio acontecer.
Foi pago em Fátima, embora não fosse parte da promessa, já senti forças para a acompanhar e fui também.
Duas senhoras vieram diariamente a casa darem-me banho de chuveiro, comigo sentado num banco. Uma fisioterapeuta, veio tratar-me enquanto não me pude deslocar e um centro.
Era correspondente em Lisboa, para a revista Crónica da Afinsa, de Madrid, apenas três meses não saiu qualquer artigo meu. Com a ajuda da filha, revisão da esposa, passaram de novo a ser enviados os artigos mensais.
Ainda em 2001, retomei a minha revista especializada em filatelia, a FRANQUIA, um dos meus sonhos inconscientes do hospital, em estado de semi-coma.
A revista era para mim como uma filha!
A paginação também era da minha autoria. No fim de mais quatro números, por dificuldade de fazer esse trabalho decidi pôr-lhe fim, no único dia em fiquei menos alegre durante todo o processo de recuperação.
O médico veio a dizer-me então, estar um pouco deprimido e receitou um medicamento para obviar.
Eis a minha resposta: Serei o único homem do mundo a quem isso poderá acontecer!
Resolvi escrever mais outro artigo sobre o assunto, para não tornar o presente volumoso, mas escrevo-o como uma feliz aventura de vida rica nesse aspecto.
Esta foi o jogo da própria vida.

Artigos da Internet que interessa conhcerhttp://fotoseimagens.blogs.sapo.pt/8153.html

http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentid=E3C58000-4D79-413F-BDF1-A1043BFD38CD&channelid=F48BA50A-0ED3-4315-AEFA-86EE9B1BEDFF
http://aeiou.expresso.pt/saude-avc-mata-duas-pessoas-por-hora-acao-de-sensibilizacao-alerta-para-importancia-da-prevencao=f573746

SEGUIRÁ EM FUTURO ARTIGO.


Daniel Costa

5 comentários:

VANUZA PANTALEÃO disse...

Daniel, a nossa Sarinha estava com toda a razão quando te incentivou a fazer esse relato, pois meu saudoso pai quando foi acometido de AVC entrou em depressão e outros ataques o levaram para sempre.Softi muito.
Estou profundamante emocionada...
Você e sua família são afortunados por Deus.
Boa e tranquila Páscoa para todos!
Adoro sua Amizade!!!Bjsss

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindoooo! Só quem viveu e amou, pode fazer um post tão comovente!
Obrigada por tudo, querido Daniel, e sobretudo. Sem você, não sei se ainda estaria aqui.
Parabéns!
FELIZ PÁSCOA!
************


BEIJO ROSA, BEIJO AZUL

Théophile Gautier (1811-1872)

À mesa, noutro dia, a rede de guipura,
Qual fios brancos sobre o mármore lançados,
Do teu colo, deixando o teu primor vedado,
Mostrava sob a neve, a neve tão mais pura.

Reinavas entre nós, deslumbrante figura,
E o beijo vesperal, levemente azulado,
Como ao redor de um fruto a flor do aveludado,
No teu ombro escorria em esguias ranhuras.

Misturando-se ao jogo, a luz incandescente
Dava um beijo rosa ao beijo azul fulgente:
Como brilha ao luar um fogo alabastrino.

Pensava, em sonhos, ante o quadro esplendoroso,
Invejando o reflexo azul e o nacarino:
“Se cada qual soubesse, o quão, como é ditoso!”

Trad. da Renata M. P. Cordeiro

+ Beijos*


Parabéns e Beijos, Sarita!
Feliz Páscoa!

ETERNA APAIXONADA disse...

Estimado e bom amigo

Recado aos Amigos Distantes

Meus companheiros amados,
não vos espero nem chamo:
porque vou para outros lados.
Mas é certo que vos amo.

Nem sempre os que estão mais perto
fazem melhor companhia.
Mesmo com sol encoberto,
todos sabem quando é dia.

Pelo vosso campo imenso,
vou cortando meus atalhos.
Por vosso amor é que penso
e me dou tantos trabalhos.

Não condeneis, por enquanto,
minha rebelde maneira.
Para libertar-me tanto,
fico vossa prisioneira.

Por mais que longe pareça,
ides na minha lembrança,
ides na minha cabeça,
valeis a minha Esperança.

Cecília Meireles, in 'Poemas (1951)'

Votos de uma Santa Páscoa!

Beijos
Helô Spitali

poetaeusou . . . disse...

*
AVC,
fico aterrorizado,
só de pensar . . .
,
abraço,
,
*

SAM disse...

Querido amigo,

...... São reticências emocionadas...Uma emoção grandiosa por esta história de vida que é uma verdadeira lição de fé e determinação. Gostaria que muitos pudessem ter acesso a este relato, porque com certeza ajudaria a muitos que precisam do mesmo como um paradigma nas vicissitudes da vida, porque também é a esperança viva que não há impossibilidades para Deus. Creio que por algum motivo de ordem divina você voltou e apto para contar esta história, esta experiência de vida e real. E que um de seus desígnios seja, talvez, levar ao conhecimento de quantos forem possíveis esta experiência a luz da fé e esperança. E tudo, através da determinação ferrenha de viver e mais que isso, ultrapassar todos os limites impostos pela ciência, jamais se dando por vencido e conformado. E o resultado é a vitória gloriosa! Vitória meritória também pelo incansável apoio e fé da família, que é fundamental citar. Um exemplo para todos nós. Mesmo para os que não passaram por esta experiência, uma vez que aqui está uma realidade incontestável que subtraímos maravilhas e alimentamos a nossa fé e esperança a luz das experiências relatadas e comprovadas pelo amigo Daniel. Obrigada, amigo! Obrigada!


* Escrevi de um fôlego, emocionada...Volto mais tarde. Muito agradecida e emocionada me encontro por ora!


Enorme, demorado e emocionado abraço.