terça-feira, 5 de julho de 2011

ENCONTROS

                                 

                                 

ENCONTROS

Há por hábito, entre bloguistas, dizer-se amigo virtual. Na prática, nunca terei partilhado da opinião; "amigo virtual", mas amigo. O tempo, o grande mestre, tem vindo a dar-me razão. É que tenho tido já vários encontros pessoais, com quem já trocara comentáríos. O facto é que a ideia que fazia do interlocutor, era de amizade e a mesma manteve-se inlterável.
Fui habituado a lidar com muita corrrespondêcia, aprendi um pouco das respectivas personalidades, pelo e como escreviam, o que foi sempre vantajoso.
Calhou ontem, 04/07/97,  ter um aprazado encontro com Alfredo Ramos Anciães (Fred) que durou cerca de (só) 2H30. A ideia que fazia daquele amigo também ficou inalterada, tal como pensava, estive com um amigo.
Fica aqui um agradecimento ao Fred, até pela boa compreensão demonstrada.

Nota: as duas fotos acima registam o encontro

Daniel Costa

6 comentários:

✿ chica disse...

Como ´bom ter essas oportunidades,não? Isso só faz bem!Estreita laços! abraços,chica

lita duarte disse...

Encontros de amigos... que coisa boa.

Bjos.

Pensador disse...

Eu também discordo da expressão amigo "virtual".

Afinal, por trás do teclado e da tela do computador, existe uma pessoa como eu. Com alegrias, tristezas, medos e sonhos.

Então, por que não apenas "amigo"?

Parabens pelo post.

xistosa - (josé torres) disse...

"Amigo virtual", "desconhecido conhecido"...
Por vezes penso quão gratificante foi a educação que recebi...
Entre nós, os séniores, as amizades são mais amigas.
Tanto é que até já por duas vezes pernoitaram em minha casa, dois casais (um de cada vez e em épocas diferentes) "desconhecidos" que depois "ficámos conhecidos".
A vida é um turbilhão de novidades se seguirmos o que a nossa consciência nos aconselha.
É isso que me orienta.

Um abração.

Eu sei que vou te amar disse...

Daniel saudades do teu cantinho e destes momentos tao intimos de amizade sincera!
Beijo carinhoso

MARILENE disse...

Posso me enganar, mas acredito que a forma como as pessoas se manifestam, como constroem seus blogs, nos dá uma impressão muito parecida com a real, no tocante a elas. E por muitas acabamos por nutrir uma grande simpatia e afeto, que extrapola a telinha.