segunda-feira, 3 de outubro de 2011

ERA UMA VEZ UMA LARANJA

                           

ERA UMA VEZ UMA LARANJA

Com edição da FRONTEIRA DO CAOS, saiu o livro “ERA UMA VEZ UMA LARANJA” da autoria de Lili Laranjo e Francisca Laranjo. Avó e neta em coo - autoria num livro, que bem poderá ser dirigir-se ao escalão etário cerca dos dez anos.
No entanto, de uma leitura que pais e avós devem ler, porque podem ajudar a transmitir aos mais novos o gosto pela leitura.
Depois dá-se o caso que escritora, direi principal, sendo a nossa bem conhecida e dinâmica Lilli, já autora de vários livros, sobretudo de poesia, é também uma pedagoga de mérito.
Mas nada como ler este conto da autoria da Francisca Laranjo:

“A LIÇÃO

Era um vez uma menina chamada Joana a menina com apenas 10 anos já trabalhava e era ela que tratava das plantas, era ela quem arrumava a casa, ela a ferro ela fazia de tudo.
Joana tinha um irmão chamado Diogo, o rapaz era muito preguiçoso já tinha 15 anos mas a irmã fazia-lhe tudo.
Um dia de manhã, Joana já estava farta de fazer as vontadinhas todas ao irmão, mas não sabia como resolver a situação. Aos pais não podia fazer queixa pois estavam fora (há poucos anos tinha ido viver para a Argentina). Então pensou, pensou, pensou mas não lhe ocorreu nada.
Naquele dia o seu irmão foi buscar água ao poço para a Joana (pois tinha sido obrigado pelos avós a fazer isso) de repente tropeça e cai no poço. Meio adormecido acorda e vê que não está em casa chama por Joana mas ela não aparece.
Então ouve uma vozinha muito fina dizer:
- Anda vem para minha casa já soube o que andaste a fazer a tratar a tua irmã como uma empregada não é nada bonito.
Naquelas semanas que ficou naquela terra aprendeu que não é divertido ser empregado das pessoas (ele teve que ser empregado da velha). A velha passado umas semanas lá o deixou ir para casa. Nunca mais voltou a tratar da irmã daquala maneira. Agora são os melhores amigos.

Francisca Laranjo”

O livro conta de setenta e uma páginas, do formato (fechado) 15 X 22 cm.

Daniel Costa




3 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

A laranja será sumarenta?
De quem vem não dá para enganar.

Cumprimentos

AFRICA EM POESIA disse...

Eu agradeço a tua AMIZADE-- Obrigada pois é bom chegar e ver o que é nosso em exposição

Um beijo e ...OBRIGADA

São disse...

Desejo muito sucesso ao livro!

Abraços para vós.